Paço Imperial (Foto: Marco Rodrigues)

Paço Imperial inaugura mostra ‘Limite Oblíquo’

A nova exposição de Vicente de Mello, “Limite Oblíquo”, acaba de inaugurar no Paço Imperial, na Praça XV de Novembro. A mostra reúne 44 trabalhos inéditos em fotografia digital, realizados em casa, durante o período de isolamento social. As imagens capturadas ratificam o olhar instigante e poético do artista, que tem o dom de ressignificar objetos e promover um mergulho no imaginário de quem os vê. Nada é óbvio em suas fotografias, nem o título de cada uma de suas obras.

“Seus trabalhos se desenvolvem a partir de elementos de fabulação do universo que o circunda, recortando perspectivas imaginárias que tornam-se convites a uma deambulação ficcional”, afirma Aldones Nino, curador da mostra. A fotografia e sua história recente são marcos citados e comentados por Vicente, quando reinterpreta as estéticas e o subjetivo dos processos fotográficos como condição de sua criação, incluindo as possibilidades de expansão da linguagem fotográfica para o ambiente.

Veja nas fotos de Marco Rodrigues.

Aldones Nino (Foto: Marco Rodrigues)
Vicente de Mello (Foto: Marco Rodrigues)
Aldones Nino, Andreia Brown e Guilherme Siqueira (Foto: Marco Rodrigues)
Rodrigo Andrade e Sabrina Veloso (Foto: Marco Rodrigues)
Clara Inecco e Dario Garcia (Foto: Marco Rodrigues)
Hebert de Paz e Frances Reynolds (Foto: Marco Rodrigues)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *