Museu Histórico Nacional faz lança livro bilíngue dedicado ao Pátio dos Canhões

Com um dos mais representativos acervos de canhões do período colonial ao século XX do Brasil, além de resquícios arquitetônicos relacionados à cidade do Rio de Janeiro, o Pátio dos Canhões – oficialmente Pátio Epitácio Pessoa -, no Museu Histórico Nacional, acaba de ganhar uma publicação com 192 páginas inteiramente dedicadas a ele. Organizado pelo Núcleo de Pesquisa do museu, o livro bilíngue “Pátio Epitácio Pessoa: entre pedras, canhões e arcadas” tem linguagem acessível e diversas fotografias inéditas, com tiragem de dois mil exemplares, versão digital e acessível em áudio. O lançamento acontece on-line no dia 27 de outubro, às 17h.

Participam da “live”, transmitida através do canal do Youtube do MHN: Christiana Saldanha, gerente do Instituto Cultural Vale; Vania Bonelli, diretora interina do MHN; Maria Linhares, presidente da Associação de Amigos do MHN; Adler Homero Fonseca de Castro, autor do livro e membro do IPHAN; Rafael Zamorano e Aline Montenegro, organizadores da edição e membros do MHN.

Esta é uma das ações que fazem parte do Plano Anual 2021, idealizado e desenvolvido pelo museu, com o apoio da Associação de Amigos do MHN e patrocínio do Instituto Cultural Vale (por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura). O Plano contempla temas como preservação de acervo, exposição, publicações, seminário e outras novidades, como a introdução do uso de tecnologia QR code em alguns espaços expositivos.

Link para acesso: bit.ly/canalmhn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *