Foto: Pixabay

Comércio conversacional – entenda o que é e como funciona

O comércio conversacional tem o poder de transformar a forma como interagimos com as empresas e recebemos seus produtos e serviços. O modelo de c-commerce, que acontece dentro de aplicativos de mensagens como WhatsApp, onde o Brasil possui 108 milhões de usuários, se torna uma ponte entre o mundo físico e digital, unindo os benefícios da vendas offline, em termos de personalização e proximidade, com a facilidade e agilidade das vendas online.

No Brasil, 83% das pessoas que fazem uso do WhatsApp declaram que utilizam a ferramenta para fazer compras. Os usuários de smartphones já passam 84% do tempo em que estão no celular em seus aplicativos de mensagens e, por isso, podemos observar o c-commerce como o próximo passo na evolução do varejo. Atualmente, o comércio conversacional cresce duas vezes mais rápido que o e-commerce, e espera-se que até 2025 o mercado alcance mais de US$ 130 bilhões, de acordo com publicação no blog da  Yalo.

Outro aspecto positivo do comércio conversacional é a comunicação personalizada com o cliente. Para Marco Crespo, country manager da Yalo no Brasil, “acompanhar as necessidades do cliente desde a compra do produto até a entrega e pós-venda é essencial para construir um bom relacionamento”, explica, acrescentando que é preciso saber o que os clientes pensam do produto, o que esperam dele, e orientá-los para que aprendam a usufruir de todos os seus benefícios.

De forma direta, o c-commerce pode ser entendido como a união das empresas com os aplicativos de mensagens. O resultado dessa junção visa facilitar o engajamento das organizações com os seus clientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *