Galeries Lafayette Gourmet lança ovos com jeito de joia para a Páscoa

Terça-feira 02 Abril 2019 / Viagem e Turismo

 

O Mood Chocolat, da colab entre Pierre Hermé Paris e Christofle, é um dos destaques de Páscoa na Galeries Lafayette Gourmet. (Foto: Divulgação)

Chefs e chocolatiers estrelados, como Alain Ducasse e Yann Couvreur, desenvolveram criações exclusivas para a Galeries Lafayette Gourmet dedicadas a quem deseja comemorar a Páscoa com estilo. O resultado é uma série de obras de arte que encantam, ao mesmo tempo, os olhos e o paladar. 

Entre os destaques, o Mood Chocolat - Pierre Hermé Paris & Christofle. Em parceria com a tradicionalíssima Christofle, Pierre Hermé  preparou o que mais parece uma obra de ourivesaria em formato de ovo e que une o melhor das duas grifes: a prata da primeira e a expertise em cacau do pâtissier. Feito com chocolate puro produzido em Belize, tem como revestimento finíssimas folhas de prata. Com cerca de 2 kg, custa €240.

As novidades da temporada vão além do Ovo de Páscoa. Conheça mais abaixo!

La Cloche Tournée, de Alain Ducasse. (£60)

La Cloche Tournée - Alain Ducasse: doce em forma de sino recheada de praliné. Com 50 gramas, custa €60.

Le Cake Renard Lové - Yann Couvreur: bolo concebido por meio de uma releitura das tradições da Páscoa feita pelo confeiteiro. Uma novidade que mescla xarope de leite de amêndoas, amêndoas torradas com amareto, recheio de ganache de chocolate com flor de sal e, como cobertura, glacê de chocolate escuro com cacau em pó. Com 100 gramas, custa €6.

Demi Œuf Mendiant – Karamel: composto com 66% de chocolate amargo e 38% (ao leite), é recheado com confit de laranja, cranberry, lascas de noz-pecã caramelizada, avelãs torradas ou amêndoas cruas e sementes de abóbora. Com 150 gramas, custa €24,50.

L’Éclair de Génie - Le Cactus/ Le Hippy / L’Original / La Boule: doces em forma de cactos. Feitas de chocolate (branco ou ao leite) e massa com avelãs. Peso entre 192 e 219 gramas. Custa €12.

Le Petit Lapin Rose – Marcolini: coelhinho feito com matéria-prima importada de Camarões e do Equador, todo de chocolate branco. Com 100 gramas, custa  €9.

Poule en herbe, de Jean-Paul Hévin (£47) Foto: Divulgação

Poule en herbe - Jean-Paul Hévin: enfeitada com colarinho vermelho para a data, esta galinha acomodada sobre a grama é brincadeira do mestre confeiteiro. Feita de chocolate escuro, tem como companhia pequenos ovos recheados com diferentes sabores de praliné: amêndoa, avelã, pistache, nozes e gianduia. Com 200 gramas, custa  €47. 

Por: REDAÇÃO DELOOX

Champs-Elysées ganha flagship da Galeries Lafayette

Quinta-feira 28 Março 2019 / Viagem e Turismo

Nova flagship da Galeries Lafayette ocupa prédio em Paris que abrigou loja da Virgin. Foto: divulgação

A centenária Galeries Lafayette acaba de estabelecer mais um endereço em Paris, agora na emblemática avenida Champs-Elysées. Instalada em um prédio art déco dos anos 30 que já abrigou uma megastore da Virgin, a nova loja foi totalmente remodelada pelo arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels de forma a criar fluidez entre as áreas do interior e externas. O objetivo é facilitar o trânsito dos visitantes pelos quatro andares do edifício, seja nas áreas de compras ou nos locais reservados para eventos e mostras de arte. Entre os destaques do projeto, estão seis cubos gigantescos suspensos que funcionam como vitrines internas. 

Segundo a marca, também foram criadas novas soluções para o atendimento, com inovações digitais e uma equipe de 300 personal stylists em substituição aos vendedores tradicionais, todos formados no Institut Français de La Mode. Os agendamentos dos horários para receber orientação de estilo dos profissionais podem ser feitos através do aplicativo "Personal stylist 2.0".

A flagship é dedicada, no térreo, a artigos de beleza e pop-ups temporárias. Já no primeiro andar, a ideia é apresentar as tendências de cada temporada, ao lado das marcas de luxo atemporais. Por fim, a área gastronômica, o Food Court, foi instalada no subsolo.

Cubos suspensos foram projetados para servir como vitrines no interior da loja. Foto: divulgação

Interior da Galeries Lafayette da Champs-Elysée. Foto: divulgação

Interior da Galeries Lafayette da Champs-Elysée. Foto: divulgação

Por: REDAÇÃO DELOOX

Que tal um jantar de US$ 500 mil na Páscoa?

Segunda-feira 25 Março 2019 / Viagem e Turismo

Resort Jumeirah Vittaveli

O resort ultraluxuoso Jumeirah Vittaveli, nas Maldivas, está oferecendo uma experiência gastronômica na Páscoa que custa nada menos que US$ 500 mil. Isso mesmo. Para justificar a fortuna, o jantar será oferecido com requintes cinematográficos, pelas mãos do chef Ollie Dabbous, do renomado restaurante londrino Hide, estrelado pelo Guia Michelin. 

A experiência começa na casa dos convidados, que vão receber um funcionário do resort para levá-los ao aeroporto mais próximo, onde embarcam em um jatinho até as Maldivas. Na chegada, um catamarã particular os levará ao resort para fazer o check-in e relaxar do voo de longa distância. No pacote está incluída hospedagem de cinco noites. No dia escolhido, o visitante pega um hidroavião privado até a ilha onde Dabbous instalou uma pop up de seu Hide para o jantar exclusivo, antes de passar o resto da noite olhando as estrelas em um iate particular.  

Resort Jumeirah Vittaveli

Com algumas das vistas mais incríveis do Oceano Índico, no sul de Malé, a propriedade tem vilas com decks gigantescos ao ar livre, lounges submersos com fundo de vidro, camas de relaxamento ao ar livre, redes sobre a água e até toboágua, considerado o maior do país. Além de todos os confortos modernos, os hóspedes também podem fazer refeições sem sair de suas suítes, ioga, tratamentos de spa e ter à disposição um mordomo 24 horas. 

A viagem inteira pode ser personalizada, mas o chef estrelado só dará expediente por lá durante a temporada santa. 

Ollie Dabbous abre pop up de seu Hide em parceria com o Jumeirah Maldivas para a Semana Santa

Por: REDAÇÃO DELOOX

Conheça o resort do fundador do Cirque du Soleil: estadia de US$ 1,1 milhão

Quinta-feira 07 Março 2019 / Viagem e Turismo

Nukutepipi: ilha no Pacífico comprada por Guy Laliberté

Fundador do Cirque du Soleil, o bilionário Guy Laliberté passou dez anos em busca do pedaço de paraíso ideal para investir uma parte de sua fortuna e fez inúmeras viagens pelo Pacífico até encontrar uma ilha praticamente intocada na Polinésia Francesa. Em 2007, ele comprou Nukutepipi e começou a transformá-la em seu refúgio particular, em um trabalho que levou mais de dez anos para finalizar. A espera valeu a pena e, se você é milionário, pode ir até lá ver com os próprios olhos, já que o empresário transformou a ilha em um resort ultraluxuoso. Por US$ 1,1 milhão, um grupo de 52 hóspedes pode se hospedar com todas as regalias durante uma semana. 

A propriedade vem com um exército de 100 funcionários, e é composta por 16 bangalôs e vilas à beira-mar. Laliberté também garantiu que pudesse aproveitar o lugar - mesmo quando alugado - nos intervalos das turnês do grupo e separou uma parte mais isolada de Nuku, como é carinhosamente chamada pelos funcionários, só para a família. Sua vila particular impressiona com seus quase 600 metros quadrados, piscina, cinema, ofurô, cozinha, bar e, como bom colecionador de arte, obras de Damien Hirst.

Visão aérea da propriedade

Por uma estadia com valor de seis dígitos, as vilas e bangalôs oferecem comodidades luxuosas equipadas com tecnologia de última geração e também decoradas com obras de arte.

Na ilha, quem gosta de esportes pode aproveitar a variedade de atividades aquáticas que incluem kite-surf, canoagem, stand-up paddle, vela, pesca de alto mar e observação de baleias. Já quem prefere relaxar na praia pode optar por passeios de bicicleta, observação de pássaros, arco e flecha, tênis, observação de estrelas no observatório da ilha, pilates e ioga, além de tratamentos de spa.

As experiências culinárias também estão na lista de atrativos. Piqueniques e food trucks na floresta se revezam com jantares sofisticados à beira-mar, com menu especial de chefs renomados. 

Interior do resort construído pelo fundador do Cirque du Soleil

Bangalôs à beira-mar

Estadia de uma semana no resort custa US$ 1,1 milhão

Por: REDAÇÃO DELOOX

Granado ganha segundo endereço em Paris

Segunda-feira 25 Fevereiro 2019 / Viagem e Turismo

O Marais, bairro super cool de Paris, foi escolhido para abrigar a segunda loja da Granado Pharmácias na capital francesa. A primeira foi inaugurada no fim de 2017, em Saint-Germain-des-Prés. Com 30m², o novo espaço tem projeto arquitetônico assinado por Jorge Nascimento, o mesmo das lojas brasileiras, com vitrines originais, almofarizes, balanças, propagandas de época, quadros e algumas embalagens centenária. A iluminação quente e indireta tem como proposta recriar o ambiente das farmácias do Século XIX.   

Loja tem projeto arquitetônico que segue a linha das filiais brasileiras. Foto: divulgação

O namoro de marca com Paris começou em 2013, quando o Le Bon Marché convidou a Granado para participar do seu evento Le Brésil Rive Gauche. De lá para cá, a label viu crescer a receptividade de seus produtos pelos franceses, ganhando cada vez mais espaço dentro da loja de departamento de luxo, onde formou uma clientela que inclui Christian Louboutin e Inès de la Fressange. 

Por: REDAÇÃO DELOOX