Treino no frio: veja exercícios que podem fortalecer o seu corpo

Quinta-feira 21 Maio 2020 / Saúde e Bem Estar

Foto: Pixabay

A queda da temperatura no outono é uma desculpa dada pelas pessoas para deixarem de lado as atividades físicas nessa época do ano. Entretanto, no período em que o isolamento social já reduz o movimento do corpo, é fundamental que todos sejam incentivados a permanecer ativos. Exercícios físicos são fundamentais para auxiliar na imunidade e manter a saúde em dia.

Pensando no bem estar da população, a rede SELFIT lançou a campanha “Em Casa do Seu Jeito”, durante a pandemia da COVID-19, e vem oferecendo diariamente aulas em seus canais nas redes sociais, em seus apps e no site, com dicas de exercícios fáceis de serem realizados em casa, sem a necessidade de contato físico ou uso de equipamentos.

Nesta semana, o time da rede preparou dicas para quem nunca treinou, mas está animado para começar a se mexer durante a quarentena. O treino, com quatro atividades, não levará mais do que 30 minutos e promete fazer com que as pessoas se sintam revigoradas.

O primeiro exercício serve para fortalecer as panturrilhas e é muito simples, apenas com a elevação da ponta dos pés. “Apoie as duas mãos na parede, dê um passo para trás, esticando as pernas, e faça a flexão e extensão do tornozelo, movimentando o calcanhar para cima, ficando na ponta dos pés e voltando ao normal. Faça três séries entre 15 a 20 repetições”, explica o instrutor da SELFIT, Carlos Eduardo da Silva.

Foto: Pixabay

Em seguida, é a vez de trabalhar a parte de cima das pernas, além de um pouco de coordenação motora. A atividade irá trabalhar a parte posterior da coxa e os glúteos. Aqui, o instrutor pede que o aluno fique de pé, com os pés unidos, braços abertos como o Cristo Redentor e a coluna reta. “Você fará movimentos com o tronco para frente e ao mesmo tempo levantará uma das pernas para trás, quase como um avião. Lembre-se de flexionar bem o joelho da perna que ficará apoiada no chão. Faça três séries com cada perna de 10 a 12 movimentos”, ensina.

Na terceira etapa, um pouco de exercício aeróbio com uma corrida estacionária. O aluno irá simular os movimentos de uma corrida, porém sem sair do lugar. É uma atividade ótima para quem quer perder peso. A recomendação é que sejam feitas três séries de um minuto cada.

Finalize o treino com o abdominal. Exercício que fortalece a musculatura da lombar e do abdômen. Comece com três séries de 15 movimentos. Conforme o tempo, é possível aumentar a série e a quantidade de vezes que fará a movimentação.

“O abdominal todos conhecem. Mas, para não ficar dúvida, deite-se com a barriga para cima, estique as pernas para o alto, apontando o calcanhar para cima. Faça um pêndulo com as pernas de forma sutil, sem tirar a lombar do chão. Conforme for ganhando resistência, aumente o balanceamento do pêndulo, respeitando a estabilidade da coluna”, completa Carlos Eduardo.

As ferramentas digitais da rede são gratuitas e podem ser utilizadas por toda a população, não apenas por alunos. A marca conta ainda com outros dois aplicativos exclusivos para alunos da rede, um para orientação nutricional (App Self Sem Culpa) e outro para treinos, o App SELFIT.  

Foto: Pixabay

Leia: Empresa lança site em parceria com a Smartfit com dicas de treinos

Por: REDAÇÃO DELOOX

Aplicativo permite gerenciamento remoto do diabetes

Segunda-feira 20 Abril 2020 / Saúde e Bem Estar

Imagem de Jan Vašek por Pixabay

A Abbott, líder mundial em monitoramento contínuo da glicose (CGM), anunciou sua mais recente inovação para o gerenciamento do diabetes no Brasil, o aplicativo LibreLinkUp1. A ferramenta digital gratuita, LibreLinkUp, permite que pais, familiares, amigos e cuidadores recebam remotamente as leituras de glicose de um usuário do aplicativo FreeStyle Libre Link2 (iOS ou Android) e do sensor de glicose FreeStyle Libre, sendo possível ajudá-lo no monitoramento dos seus níveis de glicose.

"O aplicativo LibreLinkUp foi desenvolvido para ajudar amigos, familiares e cuidadores a manter contato com seus entes queridos que vivem com diabetes e que usam o Sistema FreeStyle Libre, ajudando-os a gerenciar sua condição por meio do compartilhamento, em tempo real, de dados precisos de sua glicose, estando em qualquer lugar", afirma Sandro Rodrigues, Gerente Geral da Divisão de Cuidados para Diabetes da Abbott no Brasil. 

Assim que um cuidador instalar o aplicativo LibreLinkUp em seu smartphone e aceitar o convite para conectar-se com um usuário de FreeStyle LibreLink, ele passará a receber as atualizações de glicose sempre que o sensor de FreeStyle Libre for escaneado. Além disso, os usuários de FreeStyle LibreLink podem compartilhar suas informações com até 20 conexões pelo LibreLinkUp. Para isso, é necessário que o cuidador ative o aplicativo LibreLinkUp pelo menos uma vez para receber as notificações.

O app já está disponível download gratuito através das lojas Google Play e Apple Store (para versões a partir do iOS 11 para iPhone 7 e Android OS 6.0).

Imagem de designfoto por Pixabay

Leia: App vai te ajudar a entender tudo sobre o coronavírus

Por: REDAÇÃO DELOOX

Serviço de Baby Concierge promove bem estar na maternidade durante pandemia

Quinta-feira 16 Abril 2020 / Saúde e Bem Estar

Imagem de Stephanie Pratt por Pixabay

No momento em que o mundo sofre com a pandemia de coronavírus, uma nova proposta surge no universo da maternidade para não deixar os pais de primeira viagem desamparados: o Baby Concierge. Esta é uma consultoria que tem como objetivo auxiliar famílias e fornecer soluções variadas para a gestação de um filho. Wellnes, nutrição, decoração, educação, saúde e dicas de como montar o enxoval do bebê fazem parte dos serviços oferecidos. 

À frente desse projeto está um grupo de mulheres renomadas em suas áreas de atuação que, agora, juntas, poderão oferecer uma consultoria ampla, abrangendo todas as fases do bebê: a concierge Isis Grossi, a nutricionista Duda Guaraná, a arquiteta Gorete Colaço, a personal chef Carla Faedo e a organizer Maryanne Lima. “Queremos levar tranquilidade para as famílias, cuidando de todos os detalhes da chegada do bebê até as festas de mesverário de maneira consciente, econômica, pensando sempre na otimização do tempo”, explica a empresária idealizadora do projeto e CEO da Rio de Janeiro Feelings, Isis Grossi.

Time Baby Concierge (Foto: Gianne Carvalho)

"Neste momento de distanciamento social devido ao coronavírus vimos a necessidade de ajudar as famílias que foram pegas desprevenidas. Muitas, por exemplo, não conseguiram terminar de fazer o quartinho de neném, têm questões nutricionais e muitas outras dúvidas em relação ao universo materno-infantil. Durante os próximos dois meses, nosso foco é ajudar as famílias no sentido informativo devido a quarentena, por isso decidimos antecipar o lançamento no nosso perfil no Instagram, onde postamos dicas de organização, alimentação, arquitetura e muitos mais. Os serviços também podem ser prestados de forma online através do whatsapp e podem ser consultados através do nosso site. Lá, o cliente interessado nos serviços pode preencher um formulário com algumas questões básicas e nossa equipe entrará em contato para sanar todas as dúvidas", esclarece Grossi.

Para as mamães que se acostumarem com o projeto e quiserem manter a consultoria no seu dia a dia após o período de isolamento, a boa notícia é que o Baby Concierge vai continuar ativo e ainda receberá um upgrade. "Após a quarentena, o serviço online continuará sendo informativo, e ainda vamos lançar um clube de mães feito por uma plataforma, onde o serviço adquirido será usado de forma presencial ou não", complementa Isis.

Leia: 10 dicas para gestantes e mães de recém nascidos cuidarem da saúde mental durante o isolamento

Por: REDAÇÃO DELOOX

10 dicas para gestantes e mães de recém-nascidos cuidarem da saúde mental durante o isolamento

Quarta-feira 15 Abril 2020 / Saúde e Bem Estar

Imagem de Free-Photos por Pixabay

A gestação é um período em que os níveis de estresse da mulher se elevam naturalmente. Parte dessa tensão se estende ao longo das semanas seguintes ao parto, justamente quando a mãe precisa amamentar. Embora seja uma reação fisiológica útil em momentos de crise, a ansiedade pode se tornar excessiva nas atuais condições de confinamento. Por isso, cuidados redobrados com a saúde e a higiene em função da epidemia da COVID-19 são fundamentais.

A psicóloga perinatal, da maternidade Perinatal, Helena Aguiar, dá 10 dicas de como manter a boa saúde mental durante a gravidez e o aleitamento. "É importante que as mães entendam que o estado emocional delas tem repercussões diretas no vínculo com o bebê, que é essencial para uma boa amamentação e para a relação dos dois ao longo da vida", alerta Helena.    

Imagem de redgular por Pixabay

1 - Filtrar notícias sobre a pandemia

O excesso de informações é um dos principais fatores de ansiedade. Para aliviar este efeito, é preciso moderar o uso das redes sociais e ler ou assistir ao noticiário mais esporadicamente. Não se trata de desinformação ou alienação. Esta é apenas uma medida para evitar angústia e pânico.  

2 - Buscar atividades prazerosas

Ler livros e assistir a séries ou filmes pode ajudar a transportar para uma realidade mais leve, ainda que por um período breve de tempo. É importante buscar realmente se entregar à atividade.

3 - Usar as redes sociais a seu favor 

Conectar-se às pessoas que te fazem falta e evitar grupos de WhatsApp ou perfis no Instagram que causem mais preocupação. 

4 - Estabelecer uma rotina

Dividir o dia e se colocar algumas metas pode ajudar a preencher o dia de forma mais saudável, mas sem se cobrar demais. Faça o possível.

5 - Praticar exercícios físicos

Atividades físicas auxiliam na regulagem das emoções. Muitos profissionais de educação física fazem trabalhos online para orientar pessoas em quarentena.

6 - Respiração diafragmática

A respiração pode diminuir os níveis de ansiedade, sobretudo quando se utiliza a musculatura do diafragma.  

7 - Terapia 

Conversas semanais com profissional de psicologia podem ajudar a enfrentar esse momento com mais segurança e de forma mais saudável.

8 - Controlar expectativas 

É importante que as mães procurem se desprender da forma como imaginaram que seria a gravidez e a amamentação. Ficar muito apegada ao que não aconteceu ou ao que se gostaria que fosse pode dificultar a conexão com a realidade e o vínculo inicial com o bebê.

9 - Receber ajuda e carinho

Esta dica serve mais para os amigos e familiares das mães. Fazer-se presente, mesmo de longe; se oferecer para ir ao mercado, presentear, enviar flores e outras atitudes simples que sinalizem apoio ajudam a aliviar o estresse das fases iniciais da maternidade. Evitar mensagens que estimulem o pânico com a pandemia e se disponibilizar para conversas sem estimular cobranças sociais também são fundamentais. 

10 - Conectar-se com o parceiro ou parceira 

As duas partes do casal precisam se sentir à vontade para dividir angústias nesse momento de crise. Um terá que contar com o outro, pois a rede de apoio está muito restrita devido à epidemia. Um terá que estar atento a saúde mental do outro, pois o homem também pode sofrer alterações psíquicas. Na dúvida, recomenda-se ajuda profissional.

 

Por: REDAÇÃO DELOOX

Saiba como fortalecer seu sistema imunológico durante a quarentena

Segunda-feira 06 Abril 2020 / Saúde e Bem Estar

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Com a crise global de coronavírus, em que o isolamento social é necessário, é preciso encontrar diversas formas de aumentar nossa imunidade. Manter uma dieta reforçada é essencial para repor os nutrientes que o organismo perde no dia a dia e, se você ainda não sabe o que ingerir para fortalecer o seu corpo, veja algumas dicas do médico funcional e nutricionista clínico da LifeHub Miles Price.

1. Aumente seus níveis de zinco

Imagem de marrguez por Pixabay

Quem tem deficiência em zinco pode ser mais suscetível a infecções virais. De acordo com Price, "o zinco reduz a incidência de infecções respiratórias, como pneumonia, que por acaso é uma das complicações da COVID-19". O nutricionista revela que as fontes de zinco estão na carne vermelha (100g de porção fornece 4,5mg), no grão de bico (1 xícara fornece 4,1 mg), na castanha de caju (uma porção de 28g fornece 1,6 mg) e em ostras (seis ostras médias dão 32 mg).

2. Carregue pré e probióticos para melhorar sua imunidade intestinal

Lactobacilos (Foto: Reprodução - Saúde Um Como)

Melhorar as bactérias intestinais, adicionando cepas pré e probióticas, como lactobacillus e bifidobacterium, também pode ajudar seu corpo a reagir mais rapidamente à infecção. "As bactérias probióticas orais interagem com as células epiteliais intestinais (IECs) ou células imunológicas no revestimento do intestino e induzem a produção de diferentes mensageiros imunológicos, ou citocinas", conta Price.

3. Tome vitamina C à base de plantas e divida sua dosagem ao longo do dia

Acerola (Imagem de DANIELI HARDT DANI por Pixabay)

Todos nós reconhecemos a importância da vitamina C quando se trata de combater resfriados e gripes, principalmente devido ao seu poder antioxidante. Estudos demonstram que a suplementação de vitamina C pode diminuir o risco de pneumonia e ajudar o corpo com a atividade antiviral.

A acerola é uma fonte alimentar de vitamina C e, quando proveniente de uma fonte vegetal, vem com co-fatores, como os flavonóides, que aumentam o efeito antioxidante.

Ao tomar vitamina C, há um limite de absorção limitando a taxa no intestino em torno de 800 mg. Por isso, é melhor ingerir uma dose de 500 mg duas vezes ao dia, uma de manhã e outra à noite.

4. Tome sol para um impulso de vitamina D

“A vitamina D3 é boa na prevenção de infecções do trato respiratório, bacterianas ou virais. É essencial para a regeneração da barreira epitelial - composta por células imunes da mucosa que revestem nossos pulmões e garganta. A vitamina D3 também promove a saúde e a maturação das células imunológicas, incluindo neutrófilos, linfócitos e células dendríticas”, revela o médico funcional. 

 

Via Lifestyle Asia

 

Leia: Smartfit lança site com dicas de treino para fazer em casa

Por: REDAÇÃO DELOOX