Canudo Crazy Straw da Tiffany & Co.. Foto: divulgação

Os canudos de plásticos estão sendo banidos dos estabelecimentos em alta velocidade nos últimos anos. No Brasil, o Rio de Janeiro foi a primeira capital a proibir o uso, seguindo uma tendência mundial de frear o prejuízo que causa ao meio ambiente. Além das alternativas em papel biodegradável, há também os reutilizáveis e, neste grupo, estão alguns bastante luxuosos, feitos para quem já tem tudo. 

A Tiffany & Co., por exemplo, criou o Crazy Straw, desenvolvido em prata esterlina, material conhecido por suas propriedades antibacterianas, e ouro rosé, que custa US$ 350. A marca assina ainda outro modelo, o Ladybug Straw, também em prata esterlina, retorcido e decorado com uma joaninha para quebrar a monotonia. Sai a US$ 425.

Ladybug Straw by Tiffany & Co.. Foto: divulgação  

O joalheiro britânico Stephen Webster foi outro que entrou na onda e apresenta seu The Last Straw, com valor de US$ 190. Cada canudo vai gravado com o nome do dono seguido da inscrição "The Last Straw".

Os da EatingTools foram produzidos em titânio e, mais grossos, são ideais para uso com líquidos como smoothies e milkshakes. Seu acabamento metálico cheio de bossa sugere que o item seja mais caro do que realmente é: custa US$ 26.   

The Last Straw, criado pelo britânico Stephen Webster. Foto: divulgação

Criação da EatingTools. Foto: divulgação