Foto: Divulgação Instagram Ai-Da

Os novos robôs não vão ficar mais presos em um determinado espaço e poderão mostrar os seus trabalhos pelo mundo. Por mais diferente que isso possa parecer, esta é a realidade da Ai-Da, primeira artista robô humanoide ultrarrealista do mundo. Criada pelo britânico Aidan Meller, proprietário de uma galeria de arte, e por cientistas das universidades de Oxford e Leeds, ambas na Inglaterra, a robô possui câmeras instaladas em seus olhos e, com a ajuda de inteligência artificial, consegue criar desenhos, esculturas e pinturas abstratas.

Para promover sua arte, Ai-Da vai fazer uma turnê mundial. Abu Dhabi, Istambul, Londres, Novas York, Taiwan e Vale do Silício são os primeiros locais confirmados.

A ideia de transformar um robô em artista surgiu quando Meller estava criando um robô de lego com o seu filho. "Peguei o robô e pensei: 'será que estamos no ponto em que a criatividade da tecnologia é tão grande a ponto de criar um artista?', disse ele ao veículo Digital Trends. 

O nome da robô é uma homenagem à Ada Lovelace, matemática britânica e pioneira da computação. As obras são feitas com o uso de lápis ou caneta para esboços, mas o plano é que ela pinte e crie cerâmica também. 

Agora, é só torcer para que o Brasil faça parte dessa turnê. Assista ao vídeo e veja detalhes da robô Ai-da.

 

Leia: Do mundo virtual aos espaços físicos: Atari abre rede de hotéis nos Estados Unidos