Flying-V (Foto: Divulgação)

O primeiro voo teste da Flying-V - aeronave em formato de V - aconteceu nesta semana, de acordo com informações da Universidade Técnica de Delft, na Holanda. Mais sustentável, o formato aerodinâmico pode levar a uma redução de 20% no consumo de combustível em relação a aeronaves atuais. Este projeto é uma parceria da universidade com a KLM.

O voo teste foi bem sucedido, mesmo com algumas falhas na aterrissagem. Porém, o líder da equipe de pesquisa, Roelof Vos, explicou que estes problemas serão inseridos no simulador de voo e eles devem ser resolvidos antes do próximo teste.

Diferente dos aviões convencionais, as cabines de passageiros do Flying-V ficam nas asas. A KLM também pretende oferecer aos passageiros poltronas mais leves e confortáveis do que as já existentes.

Tanto a KLM quanto a Universidade Técnica de Delft esperam que o Flying-V seja o futuro da aviação. O menor consumo de energia diminuiria o impacto ambiental de voos de longa-distância.

Flying-V (Foto: Malcolm Brown/ Reprodução)