Renata Adler: mostra convida visitantes a dar uma pausa no mundo virtual para olhar o céu. Foto: Rodrigo Lopes

A fascinação da carioca Renata Adler pelo sistema solar, universo com o qual flerta desde a infância, resultou na primeira exposição da carreira da artista, "O percurso dos planetas", que passa a ocupar as dependências do Hotel Santa Teresa Rio MGallery by Sofitel, nesta quinta (17). Renata Quattrone Adler é conhecida por sua trajetória bem-sucedida no jornalismo, foi colaboradora da Veja Rio e correspondente da TV Globo em Nova York, e após passar por escolas renomadas, como a Universidade de Boston e o EAV do Parque Lage, decidiu dedicar seu tempo às artes plásticas.

Na mostra, esculturas propõem um diálogo entre a terra e os planetas. 

“Cosmos significa mundo em latim, que por sua vez vem do grego antigo ‘kósmos’ (ordem, ordenado). E, por extensão, significa ordem do universo. Os planetas, as galáxias e as estrelas de minhas obras não falam apenas de tudo que existe. Tentam propor, na verdade, uma filosofia que evoca um universo como um sistema bem organizado", explica Renata Adler.

'Camaleão': uma das obras que serão exibidas durante a exposição 'O percurso dos planetas'. Foto: divulgação

Em meio ao frisson com a conectividade, a artista conta que seu objetivo é sugerir uma pausa para a percepção do mundo real à volta.

"Numa época na qual as novas gerações estão curvadas com os olhos colados nas telas, gostaria de convidá-las a erguer a cabeça e olhar para um céu que muitos de nós negligenciamos a existência”, complementa ela.   

“O que me interessa é justamente a energia da reação das matérias. Nas minhas esculturas em ferro ou outros materiais, tento provocar o estado da matéria e suas contribuições às revoluções químicas – por vezes técnicas experimentais e epistemológicas. Sem hesitar, costumo utilizar elementos incomuns, como, por exemplo, o café, que assim acrescentam outra dimensão sensorial.”

Em cartaz até 16 de outurbo, das 10 às 18h, "O percurso dos planetas" faz parte do projeto MGallery Art Project, que a cada dois meses apresenta exposições de diferentes artistas, transformando seus jardins numa espécie de galeria de arte a céu aberto, com a vista para a Baía de Guanabara e o Cristo Redentor como pano de fundo. A entrada é gratuita. 

Obra 'Energia da Flor'. Foto: divulgação