Recepção da edição do Morar Mais Rio 2020 projetada pelo designer Thiago Herrera (Foto: Divulgação)

Antenado aos novos tempos, em que as medidas de segurança sanitária passarão a ter impacto direto na forma como arquitetos e designers vão projetar espaços, especialmente os de convivência social, o Morar Mais Rio 2020 se antecipa, apresentando uma recepção já pensada para garantir a máxima proteção de seus visitantes. 

Autor do projeto, o designer Thiago Herrera vai erguer na entrada da casa, no Itanhagá, uma estrutura de metal com dois contêineres sobrepostos para abrigar o complexo da Recepção Multiuso Morar Mais. Além de ser vazada em alguns pontos para garantir a livre circulação do ar, esta estrutura será pintada interna e externamente com tinta bactericida, com alguns fechamentos em vidro também antibacterianos, muito usados em hospitais, pois são formulados com íons de prata e outros elementos que impedem a proliferação de microrganismos. “Ao interagir com essas partículas, as bactérias têm seu metabolismo desativado e sua divisão mecânica interrompida, o que acaba por destruí-las”, explica Herrera. 

Outras medidas sanitárias que dispensam o toque das mãos estão previstas no projeto: acionamento automático de luzes, cortinas e toldos por comando de voz ou celular, incluindo o backdrop do espaço. Até o balcão da recepção – em pedra ônix iluminada por dentro - foi desenhado em forma de cubo, sem reentrâncias, para facilitar sua higienização, contando ainda com proteção bactericida.

Projeto da recepção do Morar Mais 2020 antecipa conceitos do novo normal na arquitetura (Foto: Divulgação)

Thiago Herrera também criou na Recepção Multiuso uma área de trabalho destinada a dois produtores de conteúdo por vez, dividida por vidro antibacteriano, onde poderão se produzir diante do espelho e recarregar seus equipamentos, além de editar e postar o material colhido no evento, com todo conforto e segurança. No mesmo local, haverá ainda um estúdio de gravação funcional, com direito a uma poltrona super “estilosa” e “instagramável” e um banco para entrevistas, tendo ao fundo uma parede de vidro com luz ao redor, deixando aparente o cenário perfeito: a fachada da casa que sediará o Morar Mais. 

A sustentabilidade também tem destaque neste projeto,como o piso da área externa 100% ecológico (produzido com sobras de materiais reaproveitadas), o telhado verde do contêiner (para proporcionar temperaturas mais amenas no segundo andar) e os próprios contêineres que dão forma ao sistema construtivo.  

Como no “novo normal” da arquitetura a magia também tem vez, os visitantes serão surpreendidos por uma fonte de águas dançantes (son et lumière, ou show de som e luz), totalmente interativa.

O Morar Mais Rio está previsto para acontecer entre 1 de outubro e 15 de novembro.

Projeto da recepção do Morar Mais 2020 antecipa conceitos do novo normal na arquitetura (Foto: Divulgação)

 

Leia: Saiba como montar um espaço aconchegante para seu home office