Foto: Divulgação

Nem mesmo a pandemia mundial vai impedir que o XV RioHarpFestival aconteça em 2020. Adiado de maio para agosto e adaptado aos moldes do tempo em que vivemos, o evento vai dedicar um mês inteiro ao instrumento.

Com apoio do Ministério do Turismo - Secretaria Especial de Cultura e patrocínio da Eletrobras, 35 músicos de 27 países, incluindo brasileiros, vão se apresentar em 62 concertos virtuais no Rio de Janeiro e 10 em São Paulo. Inserido em Música no Museu, nos 23 anos de atividades ininterruptas de janeiro a dezembro de cada ano, o projeto alcança o Brasil de norte a sul.

Dentre as novidades, os harpistas Claire Le Fur, que filmou apresentações no fundo do mar do Caribe, Jacques Vandelvede, da Bélgica, e uma atração especial da África do Sul, que vai incluir música europeia em seu repertório.

Todos os concertos serão virtuais e divulgados através de mídia social. A Rádio Música no Museu também fará a transmissão do festival.