Visões da Natureza (Foto: Reprodução / YouTube)

O Museu de Arte do Rio – MAR, sob gestão do Instituto Odeon, disponibilizou uma série de conteúdos digitais gratuitos para o público aproveitar o museu sem sair de sua residência.

Lançado nas plataformas online do MAR, o projeto #MARdeCasa traz curiosidades sobre obras do acervo, podcast, websérie, consulta online ao acervo, tour virtual pela exposição “O Rio dos Navegantes”, catálogos e publicações e novidades na programação que estão por vir, entre outros.

“Mesmo com as atividades do museu suspensas por conta do novo Coronavírus, queremos nos manter próximos ao nosso público. O conteúdo disponibilizado nos nossos canais digitais, além de dialogar e complementar as exposições em cartaz, traz informações e curiosidades sobre o MAR e seu acervo”, conta Marcelo Campos, curador chefe do MAR.

O Rio dos Navegantes (Foto: Reprodução / YouTube)

Sobre os conteúdos

Podcast Águas de Kalunga: o primeiro podcast do MAR reúne histórias criadas por dez autores negros, inspiradas no conteúdo da exposição “O Rio dos Navegantes”. Participam da série nomes como Conceição, Ana Paula Lisboa, Gabe Passareli e Elisa Lucinda, que, além de escrever um episódio, também é responsável por dar voz a essas narrativas, entre outros. Disponível nas plataformas de streaming Spotify e Deezer e no site do MAR.

Consulta online aos acervos: as coleções museológica, bibliográfica e documental do MAR estão disponíveis no site do museu, com detalhes e especificações de catalogação das obras.

Tour virtual pela mostra "O Rio dos Navegantes": ocupando três galerias do pavilhão de exposições, “O Rio dos Navegantes” apresenta ao público mais de 550 itens, entre pinturas, fotografias, vídeos, instalações, objetos, documentos e esculturas que ajudam a contar a história do Rio de Janeiro como cidade portuária desde o século XVI. No tour virtual disponível no canal do MAR no YouTube é possível percorrer todos os espaços da exposição e conhecer mais detalhes sobre as obras e temas que a compõem.

Websérie MAR na Rua: a websérie “MAR na Rua” surgiu com o objetivo de relacionar obras da Coleção MAR com as histórias contadas por pessoas do seu entorno. Participam do programa a educadora Pâmela Carvalho, o fotógrafo Maurício Hora, a diretora do Instituto dos Pretos Novos Merced Guimarães, o artista Mulambö e a Mãe Celina de Xangô.

Youtube MAR: o canal do MAR no Youtube é também uma plataforma de documentação e pesquisa artística e acadêmica, que oferece a todos uma vasta coleção de palestras, cursos, websérie, making of de exposições e eventos culturais realizados desde a inauguração do museu, em 2013.

Catálogos e publicações: no site do museu estão disponíveis para download gratuito textos curatoriais e catálogos de exposições realizadas pelo MAR ao longo destes sete anos, como a individual “A Pequena África e o MAR de Tia Lúcia”. Também estão acessíveis publicações desenvolvidas pela Escola do Olhar.

Assim que o MAR reabrir ao público, duas mostras serão inauguradas no pavilhão de exposições

Aline Motta: viagem, memória e água

Inédita no Rio de Janeiro, a individual da artista fluminense Aline Motta convida o público a um denso mergulho na história de sua família, por meio de uma montagem imersiva que apresenta uma trilogia de videoinstalações de forma sequencial e dinâmica. Os três trabalhos – “Pontes sobre abismos” (2017), “Se o mar tivesse varandas” (2017) e “Outros fundamentos” (2019) – tomaram forma após a artista descobrir um segredo de família contado pela avó. A partir da revelação, Aline iniciou uma busca por suas raízes em lugares distantes entre si, mas aproximados pelo Oceano Atlântico. Tudo isso é alinhado em uma obra repleta de água salgada, doce, transparente ou poluída.

Casa Carioca

Em 2020, ano em que o Rio de Janeiro se torna capital mundial da Arquitetura UIA/UNESCO, o MAR realizará a exposição de longa duração “Casa Carioca”. A mostra pretende apresentar discussões em torno da habitação no Rio de Janeiro, abordando suas diversas complexidades. Contemplará recortes da história da arquitetura e do urbanismo, assim como pretende estimular o diálogo entre artistas visuais que tomaram a casa e a habitação como seu tema.

Lutas e batalhas (Reprodução / YouTube)

SERVIÇO

Para mais informações, acesse o site do museu www.museudeartedorio.org.br ou as redes sociais: Instagram, Facebook, YouTube e Twitter.

Endereço: Praça Mauá, 5 – Centro.

Leia: Lazer - Museus de todo o mundo liberam acervo para tour online