Meghan Markle: atriz norte-americana e futura princesa colhe louros para a economia britânica

Meghan Markle virou um fenômeno mundial após o anúncio, em novembro, de seu noivado com o príncipe Harry e tem sido a pessoa mais falada do planeta desde então. A quatro meses de subir ao altar, a norte-americana já é responsável por render mais louros para a economia britânica do que a mulher de William, Kate Middleton. Segundo a consultoria Brand Finance, a entrada da atriz para a família real vai gerar cerca de US$ 677 milhões este ano. 

Mas, dizem os especialistas, isso será apenas o início. A obsessão em torno da artista, que produz o que os britânicos estão chamando de Meghan Markle Effect, deve só aumentar, principalmente quando vierem os herdeiros. A duquesa de Cambridge gera cerca de US$ 1 bilhão de dólares por ano para a indústria da moda inglesa, mas a previsão é de que a noiva de Harry a ultrapasse rapidamente. Meghan é admirada por se vestir de forma menos tradicional do que Kate, o que estaria atraindo ainda mais admiradores, além de ter já sua cota de fãs pela notoriedade na TV tanto no Canadá quanto nos Estados Unidos.

 Casaco de lã branco da canadense Line usado pela noiva de Harry esgotou em segundos nas lojas

Para se ter ideia do fenômeno, durante o anúncio do noivado, a atriz usou um casaco de lã branco da marca canadense Line que, após exibi-lo, esgotou em segundos nas lojas. A peça inclusive foi rebatizada como The Meghan. Uma bolsa usada por ela na primeira saída oficial do casal, da marca escocesa Strathberry, voou dos estoques em apenas 11 segundos, de acordo com a empresa de moda. O acessório também ganhou o nome da princesa e hoje pode ser encontrado como a Meghan Bag.