O quarteto de sócios volta ao Mondial de La Bière com nova proposta. Foto: divulgação

Sócios da cerveja artesanal Jeffrey, Gilson Val, Eduardo Brand, Renato Monteiro e Raphael Bloise idealizaram uma nova forma de apresentar a marca no Mondial de La Bière e, em iniciativa inédita no evento, vão participar com três espaços interligando os pavilhões. A proposta é convidar os visitantes a fazer uma "viagem com três destinos", com roteiro interativo que, segundo Gilson, conta as descobertas do mascote da marca, o patinho, pelo mundo até o 'pouso" na Tubira, rua do Leblon que abriga a loja da marca.    

Serão três stands em formato de edifícios. No espaço Nova York, os entusiastas da cerveja vão poder tomar uma Jeffrey numa composição criada para lembrar jardins secretos nova-iorquinos, marcando o espírito cosmopolita do mascote. 

O segundo é Copenhague, considerada a capital europeia do design, que terá cápsulas individuais onde passarão filmes em 360º, acompanhados de trilhas sonora, com a ideia de proporcionar uma viagem sensorial. Duas criações inéditas e limitadas da marca serão oferecidas aos participantes para acompanhar as experiências. Uma delas tem o objetivo de transportar o visitante virtualmente para o palco do Theatro Municipal, onde terá a visão do maestro Isaac Karabtchevsky regendo sua orquestra com o teatro lotado. Para o evento, o maestro, de 82 anos, criou um novo sabor de cerveja em parceria com a marca.

Stand que homenageia a rua Tubira, onde a Jeffrey tem sua loja no Leblon. Foto: divulgação

O destino final, no último pavilhão do evento, é reproduzir a rua Tubira no Mondial. No espaço, serão relembrados os já tradicionais eventos de rua da Jeffrey e haverá um corner com produtos da marca. 

O projeto musical da Jeffrey com a Orquestra Petrobras Sinfônica, batizado de Concerto Secreto, também fará uma apresentação, no dia 13 de outubro, às 17h. O show “O Clássico é Samba no Mondial” será conduzido pelo quinteto de cordas, flauta e trompa tocando samba, pop e rock.