O inverno está chegando e o clima fresco sempre colabora para que os cortes e penteados mais elaborados fiquem firmes e não se desmontem por causa do calor. Porém, o que vai estar em alta na próxima estação? O cabeleireiro e visagista do salão Esmell Wagner Lisboa contou ao Deloox quais são as tendências de cortes masculinos para o inverno e deu dicas para deixar os fios bem tratados após o verão.

Durante a estação mais quente do ano, os cabelos ficam mais oleosos porque moramos em um balneário com muita exposição ao sol e ao sal e isso tudo prejudica muito os fios. Wagner explica que os bonés, principalmente no verão, não devem ser usados. “O boné tampa o cabelo, ativa as glândulas sebáceas, faz com que o cabelo caia com mais facilidade e ajuda no aparecimento da calvice”, diz.

O primeiro passo antes de definir o corte é tratar o cabelo e ver como ele vai ficar. Para deixar os fios mais soltos, o cabeleireiro sugere um tratamento feito à base de coco e colágeno no qual o produto é aplicado no cabelo por trinta minutos e, em seguida, é realizada uma lavagem com um shampoo antirresíduo, essencial para retirar a oleosidade.

Para escolher o corte, Wagner explica que a avaliação deve ser feita de acordo com o formato do rosto. Por exemplo, quando o rosto é mais arredondado, a ideia é fazer um corte mais quadrado, para que a beleza seja valorizada. É importante também não se deixar levar por qualquer tipo de tendência de cortes.

”O segredo do corte não é somente escolher o que está na moda. Você precisa escolher se quer ficar só com o corte da moda ou ficar mais bonito”, explica o visagista.

Ele comenta que muitas vezes o corte moderno não fica bem em algumas pessoas, por isso é preciso tomar cuidado antes de tomar a decisão.

A tendência para o inverno é a mesma predominante na Europa, os “cuts baixos”. Estes cortes dão forma à cabeça, uma vez que o cabelo fica baixo nas laterais e maiores na parte superior. 

Após os cortes, alguns produtos são recomendados. Nos cabelos curtos, a pomada escolhida deve ser utilizada de acordo com as características dos fios de cada um. Em relação ao shampoo, Wagner prefere recomendar a avaliação de um especialista. Ele explica que não se deve comprar qualquer tipo de produto e aplicar nos fios, eles podem não ter o efeito esperado. Para retirar a oleosidade, ele recomenda que o produto não possua sal na fórmula. 

Serviço:

Esmell - R. Aníbal de Mendonça, 199 – Ipanema

Cortes masculinos a partir de R$90.