Kombucha (Foto: Reprodução / Food Bever Age Insider)

O kombuchá caiu no gosto popular e é cada vez mais comum vê-lo nas prateleiras dos mercados. A bebida - que é criada tradicionalmente a partir da fermentação do chá adoçado das folhas da planta Camellia Sinensis - é muito boa para a saúde e bem saborosa. Veja tudo o que descobrimos sobre ela.

De acordo com a nutricionista Thalita Zenobia, o kombuchá pode trazer muitos benefícios para nosso corpo. "O kombuchá é uma bebida fermentada que contém microorganismos essenciais para a nossa saúde. Ele é rico em antioxidantes, tem ação probiótica, auxilia no sistema imunológico e combate infecções", diz ela.

Após o processo de fermentação, a bebida passa a apresentar álcool em sua composição. Porém, a nutricionista garante que a quantidade é muito baixa e qualquer indivíduo pode incluir em sua dieta. "O kombuchá contém uma quantidade pequena de álcool, entre 0,5% e 1%, e qualquer indivíduo pode tomar. Mas, o ideal é consumir entre 100ml e 300ml por dia, de forma fracionada", diz Zenobia. 

Nutricionista Thalita Zenobia (Foto: Divulgação)

A nutricionista também comenta que o kombuchá é um grande aliado das pessoas que querem emagrecer. "Por ser um alimento probiótico, ele ajuda na redução de tecido adiposo (gordura), facilitando a perda de peso". Porém, nada de exagerar na dose. "Beber em excesso pode resultar em diarreia, desconforto gastrointestinal, vômito, náuseas, entre outros problemas. Por isso, é primordial tomá-lo com o acompanhamento de um profissional de nutrição", complementa.

O diretor da Kombucha KOM, primeira fábrica de kombuchá do Estado de São Paulo, Thelmo Corrêa, contou pra gente alguns detalhes sobre como a marca começou a produzir a bebida e como ele observou o aumento nas vendas nos últimos anos.

"Há uns 15 anos recebi minha primeira doação da Scoby (cultura simbiótica de bactérias e leveduras) do kombuchá. Sou viciado em refrigerante e queria fazer um produto caseiro, sem conservantes, e ter um controle maior do que estava consumindo. Assim, comecei a produzir a bebida e os meus amigos me estimularam a vender parte da produção. Assim, nasceu a Kombucha KOM. O sucesso foi tão grande que logo no primeiro mês estávamos fabricando 2 mil garrafas. Nosso crescimento chamou atenção e estimulou outras marcas a entrarem no mercado", disse ele.

Scoby - cultura simbiótica de bactérias e leveduras do kombuchá. (Foto: Reprodução / Receita Natureba)

Para garantir o seu diferencial neste ramo e tornar os produtos mais competitivos, a marca decidiu inovar na produção do seu kombuchá através de novas fórmulas. "Sempre investimos em blends de chás criativos, misturando sabores e inovando na saborização com frutas naturais. Investimos em produtos zero açúcar, zero álcool, sem conservantes e vegan. Temos uma linha de seis sabores: melissa com capim-limão saborizada com abacaxi e gengibre, hibisco e menta com frutas vermelhas, aroeira com maçã verde, camomila com limão siciliano, alfazema blue com maracujá e o nosso lançamento de noz pecan", comenta Corrêa.

Mesmo com o aumento na popularidade da bebida e a facilidade de encontrá-la nos mercados, o diretor da Kombucha KOM pede atenção na hora da compra. "No dia 20 de Setembro de 2020 entrou em vigor uma instrução normativa do MAPA que regulamentou a produção de kombucha em todo o território nacional. Sendo assim, aconselhamos que as pessoas só comprem produtos com registro no MAPA. Isso garante que as fábricas do kombuchá que você está consumindo já passaram por inspeção, fiscalização e estão seguindo as normas de produção corretamente".

Kombuchá (Foto: Reprodução / Pixabay)