Fabricantes de bebidas criam 'joias' que podem custar até US$ 3,5 milhões

Segunda-feira 14 Agosto 2017 / Bebidas

O champanhe é cercado por séculos de histórias glamurosas, sempre regou as festas mais sofisticadas dos filmes e dos bem-nascidos na vida real, mas atualmente não é exatamente a bebida mais luxuosa do mercado. As fabricantes de outros tipos de bebidas se empenharam em tornar seus produtos cada vez mais atraentes e, hoje, conseguem levar às prateleiras preciosidades, tanto no que diz respeito ao processo de fabricação quanto ao envase. Há garrafas que chegam a custar até US$ 3,5 milhões! Conheça as cinco mais caras à venda! 

Armand De Brignac Midas – US$ 16,2 mil 

Armand De Brignan Midas

Comprada por Jay-Z em 2014, a Armand de Brignac passou a ser a queridinha do mundo do rap, substituindo a Cristal nos videoclipes. Atletas também foram seduzidos pela marca, como o velocista jamaicano Usain Bolt.

Macallan Decanter “M” - US$ 628,2 mil

Macallan Decanter 'M'

A marca escocesa Macallan conseguiu superar a Dalmore e seu Trinitas 64 produzindo a garrafa de uísque mais cara do mundo. O Macallan Decanter “M”, com 6 litros, foi vendido por US$ 628, 205 mil num leilão em 2014.

Diva Vodka – US$ 1 milhão

Diva Vodka Premium

Dizem que seu processo de destilação tripla justifica o preço elevado. A Diva Vodka passa por um processo de filtragem em gelo, carvão vegetal de madeira nórdica, e finalmente, é submetido a uma filtragem em areia fina de diamantes e pedras preciosas. O envasamento é realizado de forma artesanal e o preço pode chegar a US$ 1 milhão por conta da customização da garrafa, que pode levar pedras semi-precisosas, preciosas e até diamantes.  

Henri IV Dudognon Heritage Cognac Grande Champagne – US$2 milhões

Henri IV Dudognon Heritage Cognac Grande Champagne

Uma das razões para bater os US$ 2 milhões é o processo de envelhecimento de um século. Mas não é só isso. A garrafa é uma joia em si: é banhada em ouro de 24 quilates e platina esterlina, além de levar 6,5 mil diamantes.  

Tequila Ley .925 – US$3,5 milhões

A tequila é feita com a seiva pura do agave-azul e fermentada por seis anos. Ela é envasada num recipiente que mistura ouro branco e platina, é cravejado de diamantes seu formato lembra uma concha. Uma edição da tequila foi vendida pelo triplo do preço em 2006, estabelecendo um recorde. 

Por: REDAÇÃO DELOOX

Região cervejeira da capital carioca ganha bar da Brewsil

Quarta-feira 09 Agosto 2017 / Bebidas

Botafogo foi o bairro escolhido para abrigar o primeiro ponto da cervejaria Brewsil. Foto: Patrick Sister

Criada em 2016, a fabricante carioca de cerveja artesanal Brewsil acaba de inaugurar o primeiro bar da marca, em Botafogo, no Rio de Janeiro. O bar ocupa um galpão que antes abrigava uma oficina mecânica e divide a calçada com outras cervejarias na região batizada de BotaSoho, uma referência ao badalado bairro nova-iorquino. 

Com pé direito alto, o projeto do arquiteto Fabio Cardoso teve inspiração em elementos industriais e também preserva uma antiga parede de pedras encontrada durante a construção. A casa tem uma câmara fria com capacidade para 25 barris que é exposta atrás do bar, uma forma dos sócios exibirem as estrelas da casa. O bar ainda reservou um espaço para uma espécie de galeria de arte, que a cada temporada elegerá um artista para exibir suas obras.

“Ter um espaço próprio foi uma consequência da aceitação que tivemos dos nossos produtos e completa a experiência que sempre pensamos para a marca. Não produzimos cervejas como fim, mas sim como meio de gerar momentos únicos”, diz Lucca Soraggi, que comanda o negócio ao lado de Bruno Dias e Leonardo Stockler.

A casa terá oito torneiras para servir os admiradores de cerveja. Foto: Patrick Sister

A casa oferece oito torneiras: três delas com chopes Brewsil, duas destinadas a marcas convidadas e três para drinks on tap. Da cozinha aberta para o salão saem cerca de dez quitutes oferecidos no menu, entre petiscos, como o Arancini de Riso, um bolinho de risoto de limão siciliano com muçarela, e sobremesas, assinados pela Sabor de Fato, das sócias Monica Cardoso e Daniela Toaldo.

Já o Belga, de André e Gabriel Palatnic, assina três hambúrgueres servidos no bar, um deles elaborado especialmente para a casa, o Brewbelga, hambúrguer artesanal com bacon caramelizado na Brewsil Floripa, queijo Serra do Salitre e geleia de tomate da casa no pão brioche. Para todas as opções do cardápio, uma harmonização é sugerida.

Por: REDAÇÃO DELOOX

Botafogo ganha pop up do bar Mixxing

Quinta-feira 22 Junho 2017 / Bebidas

Alex Miranda e Lelo Forti comandam pop up da Mixxing em Botafogo durante três meses. Foto: divulgação

Antes instalada num casarão no Rio Comprido, a Mixxing, bar dos respeitados mixologistas Alex Miranda e Lelo Forti, está de casa nova, ao menos temporariamente. A dupla levou seu time e suas coqueteleiras para Botafogo, onde ocupam o segundo andar do Botequim Restaurante, inaugurado em 1979 numa construção do início do século 20. A pop up deve durar, inicialmente, três meses, com funcionamento às quintas, sextas e sábados, a partir das 18h.

Todo o conceito do bar foi transferido para o novo espaço, com lounge, música e iluminação intimista que acompanham o vai-e-vem da dupla Miranda-Forti no preparo dos coquetéis. Além das surpresas feitas na hora pelos mixologistas, agora a Mixxing tem uma carta de drinques já formatada, com opções de coquetéis clássicos e autorais, além das bases alcoólicas que podem ser escolhidas na hora pelos frequentadores para o preparo de seu drinque.

Para comer, o chef André Nogal adaptou o cardápio do Botequim para o clima noturno, com comidas fáceis de comer e finger foods, de bolinhos, tábua de frios e queijos brasileiros - que mudam conforme a sazonalidade - a petiscos como a polenta com carne seca desfiada e clássicos como o steak tartare, lá servido com blinis de tapioca.

O Moscow Mule, um dos hits do bar. Foto divulgação

Por: REDAÇÃO DELOOX

Gim tônica ganha carta especial no Garoa do Leblon

Quinta-feira 01 Junho 2017 / Bebidas

O Garoa do Leblon é a única filial no mundo do bar espanhol. Foto: Sergio Greif

Drink em alta nos bares cariocas, o gim tônica também ganha destaque na carta do Garoa Bar Lounge do Leblon, primeira filial do bar espanhol no mundo. Em pleno burburinho da Rua Dias Ferreira, o espaço reproduz o clima da matriz, que fica em Santiago de Compostela, e aposta numa carta especial com versões arrojadas do clássico drink que deu fama à casa. 

À frente do bar está o jovem mixologista Igor Renovato, de 24 anos, que acumula passagens por balcões como o do Bar dos Descasados e do Alice Bar. A casa oferece mais de 10 rótulos de gim fixos na carta, incluindo algumas marcas nacionais. Igor assina três receitas com as labels brasileiras Vitória Régia e o Amázzoni. O Amázzoni, produzido no vale do Rio Paraíba, a 130 Km do Rio de Janeiro, é utilizado no coquetel que leva ainda anis estrelado, canela em pau e tônica. Já o Vitória Régia, produzido a partir da cana-de-açúcar, é utilizado no preparo de duas receitas. Uma delas leva cascas de limões taiti e siciliano, e sementes de zimbro, enquanto o Portunhol é preparado com licor St Germain, gotas de tabasco, ginger ale artesanal, água tônica, pepino, pimenta rosa e limão siciliano desidratado.

Presente na carta desde a inauguração, o Gitano, executado tradicionalmente com o gin Tanqueray, também pode ser preparado com o Vitória Régia. Na composição entram ainda caju, açafrão, xarope de gengibre, tônica e alecrim.

Nova carta de gim tônica do bar ganha o reforço de marcas brasileiras de gim. Foto: Rodrigo Azevedo

Por: REDAÇÃO DELOOX

Freixenet lança cava especial para o Dia dos Namorados

Segunda-feira 29 Maio 2017 / Bebidas

De carona numa forte tendência entre as grandes casas de champanhe, a espanhola Freixenet apresentou em 2016 seu primeiro cava para tomar com gelo e, agora, traz ao Brasil a versão rosé da bebida. A novidade chega por aqui simultaneamente com seu lançamento no verão europeu, como opção para o brinde do Dia dos Namorados.      

O Freixenet Ice Rosé tem aromas sutis de framboesa e blueberries, e propõe o equilíbrio entre frescor, doçura e acidez, aspectos ressaltados quando servido com gelo. A bebida, envelhecida por cerca de 9 a 12 meses, é resultado de um blend das uvas Garnacha e Pinot Noir, com um toque de Chardonnay, feito para agradar tanto os fãs de vinhos e espumante, como também os de drinks.

 

Por: REDAÇÃO DELOOX