Empresa de Londres cria 'casulo' para voos de luxo

Sexta-feira 27 Novembro 2020 / Viagem e Turismo

Air Lair (Foto: Reprodução / Luxury Launches)

Uma empresa londrina de design inovou nesses tempos de pandemia e lançou no mercado uma série de assentos tecnológicos voltados para pessoas que não abrem mão de voos nas categorias primeira classe e executivo. O recém-projetado Air Lair permite controle de temperatura, privacidade e saneamento aprimorado para cada passageiro. E o melhor: se encaixa nos interiores das aeronaves já existentes.

Com os assentos adaptáveis, totalmente higiênicos e individuais, os passageiros podem se aconchegar com segurança e sem compartilhar proximidade com outras pessoas que eles provavelmente não conhecem.

As cadeiras também permitem que os viajantes tenham uma experiência de voo mais personalizada, pois você pode controlar a temperatura do ambiente em que você está, o fluxo de ar, a iluminação e as configurações de entretenimento.

Peter Tennent, diretor da Factorydesign, empresa que concebeu o Air Lair, disse: “A ideia foi construída em torno do princípio de que cada passageiro tivesse o seu próprio casulo".

Essa nova forma de curtir os voos é uma grande oportunidade de viajar sem se preocupar com contaminação de vírus e deve se tornar uma tendência no setor aeronáutico de luxo.

Veja as fotos do projeto.

Air Lair (Foto: Reprodução / Luxury Launches)

Air Lair (Foto: Reprodução / Luxury Launches)

Air Lair (Foto: Reprodução / Luxury Launches)

Leia: Conheça Athénea, a primeira suíte flutuante e ecológica do mundo

Por: REDAÇÃO DELOOX

Leblon vai ganhar residencial com terraço-jardim no topo e tecnologia

Quinta-feira 26 Novembro 2020 / Decoração

Fachada noturna iluminada ressalta tons terrosos do Igara. (Foto: Divulgação)

Quem está buscando novos ares pela zona sul carioca vai gostar dessa novidade: a Bait está lançando seu sexto residencial no Rio de Janeiro, o Igara, com 16 unidades de dois quartos disponíveis, sendo duas coberturas duplex. Localizado numa esquina privilegiada da Rua Igarapava, na parte baixa do Alto Leblon, o Igara tem marca, design, arquitetura e decoração inspirados na brasilidade do nome das ruas do entorno, trazendo para o projeto suas cores e tons, tramas e texturas.

Combinado com o projeto de paisagismo e áreas naturais ao redor, o Igara foi concebido para quem deseja viver em um local calmo e bucólico, cercado de natureza e verde - um verdadeiro refúgio exclusivo, mas a apenas alguns minutos do mar ou da movimentada Dias Ferreira, com seus restaurantes e bares. Está perto também do Baixo Leblon e do Baixo Gávea. Para este empreendimento, a Bait aceitou o desafio de adquirir um prédio antigo e construir no terreno um residencial totalmente novo. O projeto de arquitetura é da Cité Arquitetura, com interiores de Manga Rosa Arquitetura e paisagismo da Embyá.

Varanda integrada no Igara. (Foto: Divulgação)

O Igara mantém a mesma linha de tecnologias dos empreendimentos já lançados, como o Bossa e o Vinícius, em Ipanema, o Meet e o Ivo, em Botafogo, e o Atlantico, em Copacabana: infraestrutura pronta para internet das coisas (IOT), tomadas para carros e bicicletas elétricas, fechaduras inteligentes e muita segurança pelos modernos dispositivos para controle de portaria remota.

Dentro deste "manifesto" que marca o jeito Bait de empreender, um ponto marcante dos projetos lançados são varandas com fechamento de vidro retrátil integradas às salas, proporcionando muito mais luminosidade natural, ventilação e sensação de liberdade, além do melhor aproveitamento dos espaços. No Igara, todas as unidades possuem varandas integradas a salas e quartos.

"Queremos que as pessoas se sintam em ambientes livres com a sensação de estarem em uma casa, valorizando as soluções arquitetônicas, de materiais e a natureza bucólica da Rua Igarapava. Transformamos espaços em locais prazerosos de se viver. Esse tem sido um dos motivos de sucesso de venda das nossas plantas. As áreas são muito bem pensadas, as tecnologias são incríveis, o design apaixonante e o preço, acessível", conta Henrique Blecher, um dos criadores da Bait Incorporadora.

Ambientes integrados com melhor aproveitamento dos espaços. (Foto: Divulgação)

No Igara, o Terraço-Jardim, localizado acima das coberturas, será um ambiente de interação e bem-estar para todos os moradores. Terá uma horta, jardins com espécies da vegetação litorânea, de restinga e ainda uma área de contemplação da paisagem do entorno, com uma vista privilegiada para o mar.

Segundo o arquiteto Celso Rayol, da Cité Arquitetura, como o Projeto Igara tem inspiração do nome das ruas que o ladeiam, como Igarapava - um termo de origem tupi que significa "Porto de Canoas", e Sambaíba, arbusto sarmentoso nativo do Cerrado do Brasil - a Cité Arquitetura parte da ideia da força da árvore como conceito, de um elemento equilibrado: a raiz que busca o solo e a copa que busca o céu.

"Isso é evidenciado pelas cores que vão dos tons mais terrosos e escuros na parte do embasamento, a tons mais claros e suaves na parte de cima do edifício, remetendo à terra. Com essa relação, a grande copa dessa árvore seria o próprio edifício, onde um delicado elemento de gradil transmite a ideia desse fechamento em galhos, que acolhe e protege", explica Rayol.

Terraço com jardim, horta e vista para o mar do Leblon. (Foto: Divulgação)

O projeto de interiores parte de um desejo de viver de forma mais leve, com menos. Sem exageros ou desperdício de recursos, criando um conceito aconchegante, com elementos simbólicos de exaltação ao ambiente natural. As cores e texturas escolhidas são bem brasileiras. Da madeira ao linho, os mobiliários se revestem de marcas orgânicas, o que dá o tom ao estilo contemporâneo minimalista tropical.

As tabelas de vendas oferecem possibilidade de pagamento facilitadas. Durante a obra, o comprador pagará 50% do valor e o restante pode financiar com os juros mais baixos dos últimos anos. Preços a partir de R$ 1,8 milhão. 

Leia: Morar Mais por Menos inaugura sua 17ª edição em casarão no Itanhangá

Por: REDAÇÃO DELOOX

Editora alemã comemora 40 anos com exposição em SP

Quinta-feira 26 Novembro 2020 / Eventos

A exposição "Taschen 40" foi inaugurada no Espaço Mula Preta, em São Paulo, na quarta (25), em comemoração aos 40 anos da editora alemã. A curadoria da mostra é de Julius Wiedemann, editor sênior de lá há duas décadas, e dos designers André Gurgel e Felipe Bezerra, fundadores do espaço.

O destaque da mostra é a edição limitada de 20 anos em comemoração à publicação do livro SUMO, de Helmut Newton, exposto em um móvel de apoio de Philippe Starck, réplica da edição original. E também a coleção especial comemorativa com uma reedição dos 40 dos títulos mais emblemáticos que contam essa trajetória. 

Veja nas fotos de Henrique Padilha.

Gabriel Wickbold e Julius Wiedemann

Mariana Ximenes e Morena Leite

Simone Klabin, Otavia Sommavilla e Antonio Barbuto

Felipe, Ricardo, Emanuellle e Rodrigo Bezerra

Felipe Bezerra, Mari Ani Oglouyan e André Gurgel

Por: REDAÇÃO DELOOX

Emirates aumenta a conveniência para clientes com longas escalas em Dubai

Quarta-feira 25 Novembro 2020 / Viagem e Turismo

Dubai (Foto: Divulgação)

A Emirates relançou seu benefício Dubai Connect, que oferece aos clientes em trânsito em Dubai uma estadia gratuita em um hotel na cidade. A oferta está disponível para clientes com reservas em qualquer uma das classes cuja escala ultrapassa 10 horas. 

Com o programa, os passageiros da Emirates terão uma noite de cortesia em um hotel 4 ou 5 estrelas, transporte terrestre entre o hotel e o aeroporto, refeições no hotel e visto para os Emirados Árabes Unidos na chegada, quando exigido. O serviço visa fornecer mais comodidade aos clientes cuja melhor opção de escala envolve a espera entre 10 e 24 horas. Aqueles que se qualificarem para o Dubai Connect, mas não puderem sair do aeroporto, terão acesso a um lounge do aeroporto para descontrair e relaxar.

Clientes com reservas novas ou feitas anteriormente, que viajarem a partir de 1 de dezembro de 2020, são elegíveis para o benefício. O uso desta oferta envolve termos e condições.

Dubai está aberta para visitantes e com o programa os viajantes podem explorar, sem custo adicional, as atrações da cidade a caminho de seu destino final. Com praias ensolaradas, locais históricos, eventos de classe mundial e centros de lazer, Dubai tem sempre uma atração para qualquer momento do dia e para qualquer tipo de viajante.

Dubai (Foto: Reprodução / German Routes)

Leia: Atari abre rede de hotéis nos Estados Unidos

Por: REDAÇÃO DELOOX

Sauer apresenta coleção inspirada na Amazônia

Quarta-feira 25 Novembro 2020 / Objetos do Desejo

Sauer (Foto: Divulgação)

Uma expedição à maior floresta tropical do planeta, um mergulho profundo em suas lendas e mistérios, sua fauna e flora, inspiram a nova coleção Sauer. Em sintonia com as cores, formas e raízes da Amazônia, a joalheria busca na natureza referências preciosas para criar colares, brincos, anéis, pulseiras e pendentes que chegarão às lojas e aos canais de e-commerce em novembro.

Cada peça é moldada a partir de gemas vigorosas e coloridas, escolhidas de maneira meticulosa e moldadas em lapidações especiais, contornadas pela delicadeza dos diamantes e de um inovador trabalho de ourivesaria em ouro amarelo 18k inteiramente reciclado.

"Beber na fonte amazônica é um recurso infinito. Há sempre um afluente fascinante a ser navegado, um segredo a ser descoberto, uma história revelada e uma ideia transformada", conta a diretora-criativa da marca, Stephanie Wenk. "Essa nova coleção, que mistura a harmonia e a força exuberante da mata, é também uma maneira de valorizarmos o que há de mais sublime no Brasil".

A coleção traz nove linhas que traduzem a diversidade e o espírito da região. Do Mercado Ver-o-Peso, em Belém do Pará, nasce a Guajará - batizada em homenagem à baía cujas margens banham o empório inaugurado em 1625. As tonalidades e a arquitetura de sua fachada eclética surgem em colares, brincos e anéis em água marinha e topázio azul.

Sauer (Foto: Divulgação)

A linha Maracanã brilha com combinações de turmalina verde e crisoprásio, topázio azul e amazonita, rubelita e opala rosa numa alusão às penas de sabiás, maritacas, azulões, periquitos e uirapurus. Colares e brincos ganham características únicas num jogo exato de opacos com translúcidos.

Dos ares para os rios, a linha Igapó segue o curso da coleção em penetrantes tons de verde das turmalinas, prasiolitas e do jade nefrita. A lenda do boto vira realidade em peças adornadas por opala rosa, turmalina rosa e rubelita.

A profusão technicolor das flores equatoriais dão vida à linha Fulô em anéis e pendentes com perfume de orquídeas selvagens, vitória-régia e lírio da Amazônia. Composições surpreendentes misturam materiais rústicos às fascinantes rodolita, rubelita, tsavorita, topázio imperial, safiras amarela e laranja formando um quebra-cabeça de cores fortes e formatos suaves.

As texturas e geometrias do reino vegetal e animal entram em cena nas joias atemporais da linha Cipó, com anéis, brincos e pulseiras de contornos retorcidos em ouro e diamantes navete; no colar e pingente de madeira e citrino da linha Jabuti; e no pingente de olho de tigre Jurapiri, inspirado no macaco de cheiro.

"Esta viagem ao coração da Amazônia lapida nossa alma brasileira para o mundo da joalheria. O cuidado na elaboração de cada peça torna única uma coleção orgânica e sentimental, é o nosso tributo à maior preciosidade da Terra", resume Stephanie.

Sauer (Foto: Divulgação)

A SAUER aproveita o lançamento da coleção para anunciar uma nova parceria com a ONG Idesam, entidade que, há mais de 15 anos, promove a valorização e o manejo sustentável dos recursos naturais da Amazônia.

"A partir de agora, para cada joia vendida, faremos a doação do plantio de uma árvore na Reserva do Uatumã, na Amazônia", conta Gabriel Sauer, diretor da Sauer. Além de contribuir no combate às mudanças climáticas, a parceria também pode ajudar na melhoria da qualidade de vida de comunidades ribeirinhas da região, pois usam os modelos de produção agroflorestal, que concilia agricultura e floresta.

Por: REDAÇÃO DELOOX